QUEM SOMOS

A Associação de Paralisia Cerebral de Odemira nasceu do empenho e motivação de pais e amigos de crianças e jovens portadores de deficiência.


Inaugurada em Outubro de 2001 e inicialmente denominada Sub-núcleo de Odemira da Associação Portuguesa de Paralisia Cerebral, este projecto adquiriu autonomia para se tornar no Núcleo Regional do Alentejo Litoral em Janeiro de 2002. Foi em Abril de 2004 que adquiriu a actual denominação e estatuto de associação.



Surgiu da necessidade de apoiar pessoas com deficiência motora ou multideficiência do concelho de Odemira, que saíam das estruturas regulares de educação, ou que se encontravam no domicílio por carência de respostas locais. Tem como objectivo geral assegurar as condições de equilíbrio físico, psicológico e social, adequadas às necessidades individuais de cada cliente.



A Associação iniciou com duas Respostas Sociais, o Serviço de Apoio Domiciliário e o Centro de Actividades Ocupacionais, tendo em 2004 iniciado também a resposta Social de Intervenção Precoce na Infância. Em 2009 a Associação de Paralisia Cerebral de Odemira foi integrada na Rede Nacional de Centros de Recursos para a Inclusão (CRI). Em dezembro de 2014 abriu a sua mais recente resposta Social, o Lar Residencial Casa na Paisagem.



MISSÃO

Promover a inclusão social e a qualidade de vida das pessoas com deficiência, em risco de desenvolvimento e suas famílias, envolvendo-as num processo participativo com base nas suas potencialidades e direitos em interação com a comunidade.


VISÃO

Entidade de referência numa comunidade inclusiva. 


VALORES


Responsabilidade Social - Compromisso com a comunidade, cooperando e contribuindo com ações promotoras do bem-estar social.
Confidencialidade – Respeito pela vida privada de cada um, preservando as informações de carácter pessoal e institucional.
Dinamismo - capacidade de iniciativa, de envolver os outros e de inovar, através de competências criativas, motivacionais, com foco na missão.
Transparência – Clareza e verdade na comunicação interna e externa.
Rigor - Empenho e exigência no cumprimento das funções e dos procedimentos, seguindo uma conduta coerente e eticamente responsável, com vista à garantia de resultados eficazes, justos e isentos.
Afetividade – Manifestação de atitudes de cuidado, proteção e reforço emocional respeitando a individualidade e promovendo relações de confiança.
Compromisso - Atitude responsável e profissional no cumprimento da missão da Instituição.



COMPOSIÇÃO DOS ÓRGÃOS SOCIAIS DA APCO



MESA DA ASSEMBLEIA GERAL

Presidente da Mesa da Assembleia Geral - António Manuel Camilo Coelho

Primeiro Secretário da Mesa da Assembleia Geral - Fernanda Isabel Ramos Guerreiro de Almeida

Segundo Secretário da Mesa da Assembleia Geral - António Fernandes Nascimento




DIREÇÃO

Presidente da Direção - Maria Manuela Figueiredo Forte

Vice-Presidente da Direção - Maria Inês Ribeiro Lopes de Saraiva Lobo

Tesoureiro da Direção - Augusto Leonardo da Silva Neves

Secretário da Direção – Rosinda Maria Gaié Delmiro Alfeirão

Primeiro Vogal da Direção - Maria Leonor Domingues Garrett e Castro




CONSELHO FISCAL
Presidente do Conselho Fiscal - Dora Isabel dos Santos Guerreiro

Primeiro Vogal do Conselho Fiscal - Maria do Carmo Oliveira Guerreiro Duarte

Segundo Vogal do Conselho Fiscal - Elisabete José Pacheco



SUPLENTES

Suplente da Direção – Manuel António Dinis Coelho

Suplente da Direção - Maria Francisca Candeias Martins

Suplente da Direção - Maria Teresa Lomba Rodrigues

Suplente do Conselho Fiscal - Maria da Graça Neves Valbontim Madeira