sexta-feira, 5 de julho de 2019

Colónia de Férias 2019


 Nos dias 26, 27 e 28 de junho um grupo de 8 clientes do CAO participou no projeto “Colónia de Férias 2019” que foi Cofinanciado pelo programa de financiamento a projetos pelo INR, I.P. A estadia foi na Pousada da Juventude de Portimão, visitámos a Casa Museu Manuel Teixeira Gomes, zona ribeirinha de Portimão e um dia diferente no parque aquático Aquashow (mais uma vez agradecemos as entradas gratuitas). Foram dias muito divertidos e cheios de boa disposição.

 


quinta-feira, 4 de julho de 2019

Voluntariado na APCO


Dar e receber!
“Voluntariado é o conjunto de ações de interesse social e comunitário, realizadas de forma desinteressada por pessoas, no âmbito de projetos, programas e outras formas de intervenção ao serviço dos indivíduos, das famílias e da comunidade, desenvolvidos sem fins lucrativos por entidades públicas ou privadas” (Bases do enquadramento jurídico do voluntariado, Lei n.º 71/98, de 3 de novembro, Artigo 2.º).

O espírito de voluntariado esteve presente na origem da APCO, quando um grupo de pais e amigos de pessoas com deficiência se juntou de forma livre por uma causa maior e tornou o sonho, realidade; e tem estado ao longo dos seus 18 anos de existência, tendo sido muitas as pessoas que contribuíram voluntariamente para o crescimento e desenvolvimento desta casa e a fizeram como ela hoje é.

Aberta à colaboração da comunidade, atualmente, a APCO dispõe de um variado leque de projetos para voluntariado:
 “Atividades Aquáticas na APCO” (apoiar  no desenvolvimento das atividades aquáticas);
 “Casa na Paisagem em movimento”(dinamizar sessões de atividade física em grupo);
 “Conta-me Histórias” (dinamizar o espaço de biblioteca no lar e criar momentos de leitura );
 “Contigo Consigo” (apoiar individualmente clientes da APCO da resposta social Lar/CAO em atividades de caráter lúdico em contexto de interior e/ou exterior);
 “Apoiar, pela Qualidade de Vida” (apoiar  no desenvolvimento das atividades de rotina diária dos clientes: apoio nas refeições, higiene e dinamização de atividades).

Há cada vez mais pessoas a quererem dedicar parte do seu tempo em prol da pessoa com deficiência. Não esperam nada em troca, mas é certo que vão receber um sorriso ou gesto de carinho que vai preencher o seu dia. Para além de um pouco de tempo, esta  atividade requer apenas sensibilidade, facilidade para o relacionamento com pessoas com deficiência, sentido de responsabilidade e capacidade de iniciativa e adaptação.

Se pretender obter mais informações ou inscrever-se como voluntário/a na APCO entre em contacto connosco ou com o Banco Local de Voluntariado de Odemira.